ALGUMAS REGRAS PARA EXAMES RADIOLÓGICOS

EXAMES RADIOLÓGICOS

 

01. Não existe pagamento de taxa de sala para exames radiológicos, ultra-som, tomografia e Ressonância Magnética, com exceção dos exames de angiografia e radiologia intervencionista. Nestes casos poderá ser paga uma taxa de sala conforme negociação acordada entre as partes.

02. A fonta pagadora remunerará os valores de filmes radiológicos conforme as medidas dispostas na tabela do RPU.Os contrastes e demais insumos tendo como parâmetro as quantidades médias comumente usadas.(MAESC-2003)

Contrastado de Esôfago ………………………………………..1 copo de bário

Contrastado de Estômago ……………………………………2 copos de bário

Contrastado de Esôfago-estômago …………………………2 copos de bário

Contrastado de esôfago-estômago-duodeno………………2 copos de bário

Trânsito intestinal ……………………………………………….3 copos de bário

Clister opaco (Enema Opaco)………………………………..4 copos de bário

         1 sonda retal

         1 par de luvas


Estudo do Delgado com Duplo Contraste…….3 copos de bário

Obs.: Cada copo de Bário corresponde ao volume de 150 ml.

 UROGRAFIA EXCRETORA

50 ml de contraste iodado
02 seringas de 20 ml
01 dispositivo intravenoso calibroso (Scalp)
01 agulha descartável calibrosa

URETROCISTOGRAFIA MICCIONAL

50 ml de contraste iodado
02 seringas de 20 ml
01 dispositivo intravenoso calibroso

01 agulha descartável calibrosa

SIALOGRAFIA

05 ml de contraste iodado oleoso (Lipiodol®,)
01 seringa de 10 ml01 sonda uretral nº. 04
01 agulha descartável calibrosa

DUCTOGRAFIA

05 ml de contraste iodado oleoso (Lipiodol®,)

01 seringa de 10 ml

01 agulha descartável calibrosa

FISTULOGRAFIA

20 ml de contraste iodado

01 seringa de 10 ml

01 dispositivo intravenoso

01 agulha descartável calibrosa

FLEBOGRAFIA

100 ml de contraste iodado

02 seringas de 20 ml

01 par de luvas cirúrgica

01 agulha descartável calibrosa 

01 dispositivo intravenoso calibroso

HISTEROSALPINGOGRAFIA

20 ml de contraste especial (vasurix®,, telebrix hystero®, etc)
01 Sonda uretral
01 para de luva cirúrgico
01 seringa descartável 20 ml
01 agulha descartável calibrosa

BRONCOGRAFIA

20 ml de contraste iodado (Hystrat)

02 ml de Xylocaina®, Spray

01 amp de Valium®, 

01 amp de atropina

01 seringa descartável de 20 ml

01 seringa descartável de 10 ml

01 dispositivo intravenoso

02 agulhas calibrosas


COLANGIOGRAFIA VENOSA

100 ml de contraste iodado

250 ml de Sol. Fisiológica

02 seringas descartáveis de 20 ml

01 dispositivo intravenoso

01 agulha calibrosa

COLANGIOGRAFIA PER-CUTÂNEA

20 ml de contraste iodado

01 seringa descartável de 20 ml

COLANGIOGRAFIA TRANS-OPERATÓRIA

20 ml de contraste iodado

01 seringa descartável de 20 ml

MIELOGRAFIA E MIELO-TOMOGRAFIA

50 ml de contraste iodado não iônico

01 par de luvas

01 ampola de Xylocana®

01 Seringa descartável de 5 ml.
01 Seringa descartável de 20 ml
02 agulhas calibrosas

01 agulha fina (infiltração)

COLECISTOGRAMA ORAL

6 a 12 comprimidos de Colibrina®

 Fonte: Rodacki, M.A. em Reunião de Auditores de 29 de abril de 2004

 

Pagamento de Contrastes não-iônicos somente deve ser realizado com justificativa do médico solicitante.

 Contrastes radiológicos em Tomografia Computadorizada

Normativa:

 – Os contrastes utilizados são todos iodados, porem existem entre eles os contrastes iônicos e não iônicos

Os contrastes iodados iônicos tem uma osmolaridade mais alta, sendo mais viscosos e mais pesados para injetar na veia do paciente usando seringas tradicionais, tornando difícil a sua utilização quando são necessárias grandes doses sem o uso de uma bomba injetora, o que não ocorre com os contrastes não iônicos, mais leves, menos viscosos.

A bomba injetora é fundamental para a realização de exames de tomografia computadorizada quando são necessárias grandes doses de contraste (acima de 100 ml) e quando há necessidade de se fazer a injeção rápida do agente de contraste para ‘ pegar’ a fase arterial e venosa separadamente. Entre estes exames estão as Angiotomografias em geral, e Tomografias do Tórax, Abdome, e pelve.

Mesmo os contrastes não iônicos, sem a utilização de bomba injetora, são difíceis de injetar no tempo certo para um exame de qualidade boa.

E possível realizar Tomografia Computadorizada de corpo (tórax, abdome ou pélvis) sem bomba injetora, mas o exame ficara de péssima qualidade e inconclusivo em muitos aspectos, não sendo recomendável esta pratica nos dias de hoje.

Por outro lado, é possível realizar Tomografias Computadorizada de corpo com contrastes iodados iônicos injetados com bombas injetoras, apesar da maior osmolaridade, sem dificuldade ou prejuízo na qualidade do exame, aquecendo o contraste antes da injeção para diminuir a viscosidade do mesmo.

No caso das Angiotomografias, é conveniente o uso de contraste iodado não iônico, por haver necessidade de se fazer injeções mais rápidas de contraste, para não misturar a fase arterial com a fase venosa, situação em que a bomba injetora é imprescindível e que o agente de contraste tenha menor osmolaridade (menos viscoso). Lembrar que estes exames são escassos e não fazem parte da rotina diária.

Estatisticamente existem mais reações adversas e desconforto relacionados ao uso de contrastes iodados iônicos se compararmos com os contrastes não iônicos, mas a tolerância dos pacientes ao uso dos contrastes iônicos é de uma forma geral razoável, mesmo em altas doses.

Em certas ocasiões o uso da bomba injetora pode ser dispensado sem prejuízo da qualidade do exames, como nas tomografias computadorizadas de crânio e de face, onde geralmente as doses são menores do que 100ml e a velocidade de injeção pode ser mais lenta.

Em relação ao tipo de contraste a ser administrado em exames de imagem a rotina e pratica diária devem seguir a recomendação do Colégio Brasileiro de Radiologia.

Contrastes iodados não iônicos tem sido, muitas vezes, reservado para certas situações:

 

    pacientes com passado alérgico;

    pacientes idosos, acima de 65 anos;

    pacientes com problemas cardíacos ou alteração de função renal;

    pacientes jovens abaixo de 15 anos;

    pacientes com comportamento emocional alterado (síndrome do  pânico).

 

Deve-se lembrar que a decisão de fazer ou não o uso de contraste e de alçada exclusiva do medico radiologista, dispondo o convênio de ferramentas de controle para evitar absurdos, se necessário, acessando o item desta normativa que trata das indicações do uso de contraste.

03. Honorários Médicos

Os Honorários Médicos dos exames radiológicos devem ser  pagos somente a Médicos Radiologistas.

Obs: quando não houver Radiologista para leitura do exame, a operadora deverá pagar somente o material utilizado. Neste caso, não pagará honorário médico referente ao exame.

 04. Credenciamento de Serviços de Mamografia implicará na apresentação do Selo de Controle de qualidade do Colégio Brasileiro de Radiologia.

Mamografia Digital – Não existe motivo para pagamento de técnica diferenciada o exame a ser autorizado é o de Mamografia – sendo pago conforme RPMU.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.