GLOSSÁRIO UROLÓGICO


GLOSSÁRIO UROLÓGICO

 

Acesso percutâneo

Através da pele. Uma punção com agulha é dilatada (dilatadores percutâneos- Amplatz) até que se consiga introduzir o aparelho.

Amplatz

Dilatadores para acesso percutâneo renal.

Cistostomia

Comunicação do interior da bexiga com o exterior. Geralmente suprapúbica. Pode ser por punção ou por cirurgia.

 

 

 

 

 

Dilatadores

Renais: Amplatz

Ureterais: balão ou rígidos

Uretrais: beniques ou Philips

Dilatadores de balão

Para dilatação ureteral ou de acesso percutãneo

Foley

Sonda de Foley ou de balão. Para cateterismo à permanência (trocadas geralmente de 15 em 15 dias-ou antes se necessário). De látex ou de silicone. Esta última deverá ser usada para longa permanência (mais de 15 dias) ou em cirurgias com grande risco de obstrução (prostatectomia radical, neo bexiga….). Alguns pacientes com alergia ao látex. Casos específicos e justificados, analisados caso a caso.

Frenuloplastia

Plástica de freio bálano prepucial. Geralmente realizada junto com postectomia, podendo ser considerada incluída no código desta.

Geléia lidocaina

          Xylocaina

          Xylestesin

          Lidocaina

 

Utilizada como lubrificante e anestésico uretral.

Difícil estabelecer quantidade, pois depende de sexo e procedimento. A uretra feminina necessita bem menos.

Em média, cateterismo vesical masculino necessita de 10 a 20ml (com respectiva seringa-sem agulha-).

A bisnaga tem 30ml e o restante pode ser utilizado.

XYLOCAÍNA Geléia  2% é indicada como anestésico de superfície e lubrificante para:

   A uretra feminina e masculina durante cistoscopia, cateterização, exploração por sonda e outros procedimentos endouretrais.

– O tratamento sintomático da dor em conecção    com cistite e uretrite.

Uretra Masculina

A geléia deve ser instilada lentamente até que o paciente tenha a sensação de tensão ou até ter usado metade do conteúdo do tubo. Aplica-se, então, uma pinça peniana  por alguns minutos. A anestesia é suficiente para cateterismos.

Quando a anestesia é especialmente importante, por exemplo, durante sondagem ou cistoscopia, pode-se instilar o restante da geléia, pedindo ao paciente que se esforce como se fosse urinar. A geléia passará à uretra posterior. Aplica-se uma pinça peniana e espera-se por 5-10 minutos.

Um pouco de geléia pode ser aplicada na sonda ou no cistoscópio servindo como lubrificante.

  

Uretra Feminina

Instilar 3-5 g da geléia. Para obter-se a anestesia adequada, deve-se aguardar alguns minutos para realizar o exame.

 

 

LEOC

Litotripsia Extracorpórea por Ondas de Choque

Geralmente realizada sem anestesia (só sedação) e há um “pacote” que cobre todas as despesas inlusive a taxa de sala, porém quando há necessidade de anestesia, a norma da CBHPM estabelece porte anestésico 3, e a taxa de sala é cobrada à parte também 3.

Lesões de pele em genitais

Embora localizadas nos genitais, as lesões são de pele e seguem as regras da dermatologia : por grupo de 5 lesões  (3 01 01 29-8). Se realizada biópsia, é de pele e não de pênis.

Ligasure

Denominação comercial de um instrumento cirúrgico (pinça) previsto para promover o selamento (oclusão) de vasos (artérias) em cirurgias abertas ou laparoscópicas.

Embora ofereça muitas vantagens, nem todos os Serviços o utilizam, e as cirurgias (ex: prostatectomia radical) podem ser realizadas sem ele.

Linfadenectomia pélvica

Geralmente realizadas junto com prostatectomia radical. Deve ser paga à parte (50%). (Parecer SBU).

 

 

 

Nefrolitotripsia

Fragmentação de cálculo no rim

Nitinol

Nitinol é uma liga equiâtomica de níquel e titânio (NiTi), que possui a propriedade de retornar a sua forma original após deformada, a esse efeito se dá o nome memória de forma. Outras importantes propriedades do NiTi é a biocompatibilidade e a superelasticidade.

Ex.: cateter duplo J

Orquidopexia

Ou orquiopexia. Literalmente significa “fixação” do testículo.

Entretanto, o código  da CBHPM (e das tabelas anteriores), refere-se à cirurgia de fixação na bolsa escrotal de testículos criptorquídicos ou ectópicos.

Este código não deve ser utilizado para as fixações do testículo que eventualmente são realizadas durante cirurgias em bolsa escrotal (ex; hidroceles).(parecer SBU)

Postectomia

Retirada do prepúcio. Indicada em caso de fimose, prepúcio redundante ou por balanopostites de repetição.

Pode ser acompanhada de frenuloplastia ou não.

Há divergências se a frenuloplastia está incluída na postectomia. A UNIMED não paga.

RTU

Ressecção Trans Uretral : de próstata ou de bexiga

RTU de próstata

Para ressecção de hiperplasia benigna da próstata (HPB). Algumas vezes para “tunelizar” adeno carcinoma de próstata.
A cistostomia feita para drenagem do líquido de irrigação da cirurgia, está incluída no procedimento

Sondas de silicone

As sondas de silicone possuem muitas vantagens: menor aderência de materiais orgânicos, maior luz interna ( e com isto menor possibilidade de obstrução) e causam menor reação tecidual (menor irritação local, menos infecções…). Menor índice de complicações.

Tem seu uso reconhecido.

Para uso de longa permanência ou em casos justificados.

Ultracision

O bisturi harmônico Ultracision emprega energia ultra-sônica para realizar um corte preciso e uma coagulação controlada.Vibrando 55.500 vezes por segundo, a lâmina desnatura a proteína para formar um coágulo. A pressão exercida sobre tecido com a superfície da lâmina provoca a coaptação do vaso por tamponamento e o selamento do mesmo através do coágulo de proteína desnaturada. O equilíbrio entre o corte e a coagulação é inteiramente controlado pelo cirurgião através do ajuste do nível de potência, tempo de lâmina, da tração do tecido e pressão da lâmina. Procede a utilização em urologia, nos casos de cirurgias de próstata e rim (órgãos sólidos).

 

Ureterolitotripsia

Fragmentação de cálculo no ureter

Ureterolitotripsia Flexível (3.11.02.36-0) Normalmente utiliza-se:

 

   – 01 capa de vídeo

   – 01 kit pigtail

   – 01 Dormia de nitinol

   – 01 cateter ureteral balão

   – 01 n trap/stone cone

   – 01 Bainha ureteral

 

Ureterolitotripsia rígida (3.11.02.37-9)

 

–01 capa de vídeo

–01 kit pigtail

–01 Dormia

–01 cateter ureteral balão

EQUIPO DE SORO,

– EXTENSOR,

– GLICINA OU SORO FISIOLÓGICO: 2 LITROS.

 

 

Ureterorrenolitotripsia

Corresponde à ureterolitotripsia. A “Reno ou nefrolitotripsia” têm código à parte.
Este código não abrange 2 procedimentos (uretero e nefrolitotripsia)
Se realizados no mesmo tempo cirúrgico, com instrumentos rígidos, serão pagos em separado (100% + 70%) por utilizarem vias de acesso diferente. No caso de utilização de uretero renoscópio flexível, que pode atingir os cálculos pela mesma via, e se for este o caso, seria 100% + 50%.

A dilatação ureteral para a realização da ureterolitotripsia está incluída no procedimento. Pagam-se os instrumentos e materiais utilizados.

Ureterotomia

Corte (secção) do ureter

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.